Alimentos que protegem o cérebro

ARTIGO: ALIMENTOS QUE PROTEGEM O CÉREBRO

Dr.Frederico Pretti

Desde pequeno aprendemos que é preciso comer bem para crescer e ficar forte. E se agora lhe disséssemos que certos alimentos podem proteger o cérebro contra o processo de envelhecimento e ainda torná-lo mais inteligente?

É o que indica estudos recentes da Neurociência. Determinados compostos químicos presente nos alimentos são essenciais para o bom funcionamento do cérebro e  a prevenção de doenças degenerativas cerebrais, como as doenças de Parkinson e Alzheimer. Mas eles podem também melhorar a inteligência, agilidade mental e a capacidade de memorização, além de combater o estresse e a depressão.

Frutas cítricas, frutas vermelhas, hortaliças, chá verde, outros chás e vinhos, especialmente o vinho tinto seco, são ricos em flavonoides, um dos principais compostos responsáveis por esses benefícios. Os flavonoides são poderosos antioxidantes, combatem a inflamação e melhoram a circulação cerebral.

O chocolate estimula a produção de dois importantes neurotransmissores cerebrais, serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de felicidade e prazer, capacidade de enfrentamento e adaptação ao estresse, redução da ansiedade, angustia e relaxamento corporal para um boa noite de sono. Portanto, o chocolate ajuda a combater e tratar o estresse e a depressão, ainda auxilia na prevenção do derrame cerebral. Mas, é preciso reduzir o teor de açúcar, e aumentar o teor de cacau, para que chocolate desempenhe todo o seu potencial de ação. Sendo assim, prefira os chocolates com teor de cacau acima de 50% ou o Nibs de cacau.

As gorduras saudáveis por serem ricas em ômega-3, ômega-6 e vitaminas A, D, E e K2, são essenciais para a saúde do cérebro e a prevenção e tratamento das doenças degenerativas cerebrais, além ser extremamente útil no casos de depressão. Veja mais sobre as gorduras saudáveis em dieta cetogênica.

O café, uma das bebidas mais consumida do mundo, também possui seus benefícios. A cafeína, seu principal componente, possui um poderoso efeito positivo sobre cérebro humano, desde que não seja consumida em excesso. Ela melhora o estado de alerta e a capacidade de orientação, reação e agilidade cerebral, assim como a cognição e a memória. Combate a fadiga e a sonolência, e auxilia também na prevenção das doenças degenerativas cerebrais.

Como vimos acima, nutrir melhor o cérebro pode melhorar muito a sua performance, combater a depressão e nos proteger de várias degenerativas cerebrais.

Fonte: mente cérebro


Share
Postado em 7 de abril de 2015, por  
Tags:
Leia os comentários   |   Deixe um comentário


Deixe um comentário

 (obrigatório)
 (Não será publicado - obrigatório)



Últimos Posts



Posts mais visitados



Filtrar por temas



Depoimentos

K.M.P.B – 41 ANOS – Cabelereira

Fazer dieta sempre fez parte da minha vida. Fui uma bebê gordinha, uma adolescente gordinha e uma adulta sempre acima do peso. Claro que fiz de fórmulas mágicas para emagrecer, mas os resultados eram sempre passageiros. Quando procurei a clinica do Dr. Frederico Pretti estava determinada a cuidar de mim, recuperar a saúde e a […]*


*Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.
Gastronomia - Confira nossas receitas