Fome ou Desejo de comer?

Você tem fome ou desejo de comer? Você tem fome de que? Você come mais do que deveria ou sofre de um processo conhecido como compulsão alimentar noturna?

Muitas vezes paramos em frente à geladeira procurando algo para comer, olhamos tudo e nada nos atrai. Nesse caso, podemos dizer que não estamos com fome, estamos na verdade com um desejo de comer algo diferente, e geralmente é algum tipo de carboidrato, como um chocolate, doce, bolo, biscoito, pão, sanduíche, etc.

Quando cedemos ao nosso desejo, sentimos um bem-estar instantâneo, mas logo em seguida vem a culpa e o remorso. Por que eu não consegui me controlar?

Porque o sabor doce da sacarose, presente no açúcar, assim como, outros sabores doces presentes nos alimentos dietéticos, também conhecidos como adoçantes não calóricos, como: aspartame, ciclamato, sacarina, sucralose, stévia e acesulfame-K, adulteram a percepção e viciam as papilas gustativas da língua, que passam a recusar o sabor doce natural de uma fruta, cujo adoçante principal é a frutose.

Comparativamente, o valor de doçura da frutose é igual a 100, enquanto o valor de doçura da sacarose presente no açúcar é 60. Durante testes de percepção gustativa, os participantes cujo paladar está modificado e viciado na sacarose presente em chocolate, doces, bolos e biscoitos doces, não conseguem perceber que a frutose é mais doce que a sacarose.

Por outro lado, o sabor doce presente nos adoçantes não calóricos, que a propaganda diz que não engorda, mantém seu paladar viciado no sabor doce. O Adoçante não calórico presente no produto diet/light, não engorda, mas os outros componentes presentes nesse alimento tem valor calórico e contribui para o seu ganho de peso, como por exemplo uma inofensiva barrinha de cereais dietética.

Você todo dia vai ao supermercado e enche o seu carrinho de compras de produtos diet e light, na esperança de emagrecer, mas isso não ocorre. Você gasta mais, porque geralmente esse tipo de produto é mais caro, e ainda leva para cada um produto menos saudável. Fique esperta!!!

De onde mais pode estar vindo esse desejo incontrolável de comer carboidratos, especialmente do final da tarde até à hora de dormir? Ele pode estar sendo desencadeado por sentimentos como depressão, angústia, ansiedade, decepção, frustração, infelicidade, insegurança, medo, estresse, cansaço, fadiga adrenal, etc.

Procure perceber melhor que “fome” é essa que você está sentindo. As emoções, quando mal direcionadas, levam as pessoas a comerem muito mais do que deveriam, causando aumento do peso. Procure identificar o sentimento ou sentimentos que podem estar por trás do seu transtorno alimentar, se preciso procure a ajuda de um psicoterapeuta.

Uma boa dica para você tomar consciência do que e quanto você está comendo, é fazer um diário alimentar de uma semana. Anote tudo que você comer ou beber, da hora que acordar até a hora de dormir, e com a hora ao lado. Quanto fechar a semana, repasse dia a dia, fazendo um análise do que comeu e bebeu, e se pergunte: estou comendo mais do que eu deveria? Onde que eu estou errando? Se preciso peça ajuda a uma nutricionista ou ao médico.

Consumir com moderação alguns alimentos nos intervalos das refeições é um ótimo hábito para reduzir a sensação de fome. Amêndoa, avelã, macadâmia, pistache, nozes, castanhas e abacate, são calóricos, mas ricos em proteína e gordura do bem, que aumentam a sensação de saciedade.

Na clínica, nós recomendamos um acompanhamento nutricional e psicoterápico, quando necessário, aliado ao uso de vitaminas, minerais, aminoácidos, homeopatia e plantas medicinais, sempre de forma personalizada, e vendo você como um todo.

Artigo: Dr. Frederico Pretti


Postado em 5 de setembro de 2016, por  
Tags: , , , , , , , ,
Leia os comentários   |   Deixe um comentário


Deixe um comentário

 (obrigatório)
 (Não será publicado - obrigatório)



Últimos Posts



Posts mais visitados



Filtrar por temas



Depoimentos

L.B.N.S – 34 ANOS– Auxiliar de Enfermagem

Sou mãe de 2 filhos e depois das minhas gestações adquiri  muito peso, cheguei a pesar 86 kg. Fiz varias tentativas para emagrecer, mas  como tinha um péssimo hábito alimentar, continuei acima do peso. Isso me levou a um quadro de depressão, não conseguia mais me olhar no espelho, não conseguia sair de casa e […]*


*Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.
Gastronomia - Confira nossas receitas