Vitamina B12 e medicamentos para refluxo

1028441_27922878

Em um artigo recente o JAMA mostra que os medicamentos inibidores da bomba de prótons, rotineiramente usados para combater o refluxo gastroesofágico e sintomas como azia  e má digestão, levam a uma deficiência de Vitamina B12. Omeprazol, pantoprazol e esomeprazol, são alguns desses medicamentos. É a indústria farmacêutica causando mais uma vez problemas de saúde.

A Vitamina B12 é essencial para uma série de funções vitais ao organismo humano e sua deficiência pode provocar: anemia, fadiga, depressão, déficit cognitivo, demência – especialmente em pessoas idosas, aumento do risco cardíaco, etc.

Mas o problema causado por esse tipo de medicamento vai muito além da deficiência da Vitamina B12.

A Acidez do estômago é muito importante para que haja uma boa digestão e absorção de uma série de nutrientes extremamente importantes para a nossa saúde, como as proteínas, as vitamina e os minerais, como: cálcio, zinco, ferro, cobre, ácido fólico, etc.

A deficiência de Ácido Fólico é tão grave quanto à deficiência da B12, e pode causar assim como a B2: anemia, fadiga, depressão, déficit cognitivo, demência – especialmente em pessoas idosas, aumento do risco cardíaco, etc. Vários estudos mostram que o uso de Ácido Fólico potencializa a ação dos antidepressivos e pode juntamente com outros nutrientes e uma atividade física regular, ajudar na diminuição do número e na dose dos medicamentos em uso, e melhorar a depressão em torno de 30%.

A deficiência de Ácido clorídrico (Acidez) no estômago também diminui a absorção do cálcio e contribui para desenvolvimento da osteopenia e osteoporose, especialmente nas mulheres.

Outro papel importante da acidez estomacal é a destruição de micro-organismos patogênicos ingeridos através da alimentação. Sem essa proteção esses micro-organismos chegam até o intestino e provocam infecções intestinais – também conhecidas como gastroenterites, que desencadeiam um quadro muitas vezes grave de febre, vômito, diarreia e desidratação.

Essa é a medicina baseada em evidência, que usa durante anos e anos vários medicamentos com uma série de efeitos colaterais desastrosos para a saúde, e depois quando não dá mais para esconder os seus efeitos colaterais, retiram-no de circulação para evitar serem processadas.

Artigo publicado no JAMA:
http://jama.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=1788456


Share
Postado em 17 de fevereiro de 2014, por  
Tags:
Leia os comentários   |   Deixe um comentário


16 comentários Receba os comentários por email.


  1. SANDRA

    gostaria de ter mais informações sobre saúde ortomolecular.

    18 de junho de 2014 @ 20:34


  2. fredericopretti

    Todos os medicamentos para refluxo podem a longo prazo trazer problemas para o organismo. A solução para esse tipo de problema não está nos medicamentos, mas na sua alimentação. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, bolos, biscoitos, tapioca, pizza, empada, empadão, farofa, farinha, granola, cereais matinais, aveia e barrinhas, especialmente se eles tiverem associados ao açúcar – como pão doce, biscoito doce, etc. Evite também misturar esses alimentos com sucos ácidos: abacaxi, limão, laranja, acerola, etc.
    Outras medidas são necessárias: diminua o consumo de café e evite tomá-lo imediatamente após o almoço e jantar, evite tomar líquido durante e logo após o almoço e jantar especialmente se eles forem ácidos, evite deitar logo após o almoço e jantar, e procure não comer ou beber nada 2 horas antes de dormir.

    3 de abril de 2015 @ 9:15


  3. fredericopretti

    Todos os medicamentos para refluxo podem a longo prazo trazer problemas para o organismo. A solução para esse tipo de problema não está nos medicamentos, mas na sua alimentação. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, bolos, biscoitos, tapioca, pizza, empada, empadão, farofa, farinha, granola, cereais matinais, aveia e barrinhas, especialmente se eles tiverem associados ao açúcar – como pão doce, biscoito doce, etc. Evite também misturar esses alimentos com sucos ácidos: abacaxi, limão, laranja, acerola, etc.
    Outras medidas são necessárias: diminua o consumo de café e evite tomá-lo imediatamente após o almoço e jantar, evite tomar líquido durante e logo após o almoço e jantar especialmente se eles forem ácidos, evite deitar logo após o almoço e jantar, e procure não comer ou beber nada 2 horas antes de dormir.

    3 de abril de 2015 @ 9:55


  4. fredericopretti

    Olá Alexandre, depressão é um assunto sério, muito limitante e que necessita ser tratada antes que se agrave mais. Procure ajuda.
    Quanto ao refluxo e azia: todos os medicamentos para refluxo podem a longo prazo trazer problemas para o organismo. A solução para esse tipo de problema não está nos medicamentos, mas na sua alimentação. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, bolos, biscoitos, tapioca, pizza, empada, empadão, farofa, farinha, granola, cereais matinais, aveia e barrinhas, especialmente se eles tiverem associados ao açúcar – como pão doce, biscoito doce, etc. Evite também misturar esses alimentos com sucos ácidos: abacaxi, limão, laranja, acerola, etc.
    Outras medidas são necessárias: diminua o consumo de café e evite tomá-lo imediatamente após o almoço e jantar, evite tomar líquido durante e logo após o almoço e jantar especialmente se eles forem ácidos, evite deitar logo após o almoço e jantar, e procure não comer ou beber nada 2 horas antes de dormir.

    3 de abril de 2015 @ 10:09


  5. fredericopretti

    Olá Luciano, o melhor medicamento para o refluxo é a sua dieta. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, roscas, bolos, biscoitos, granola, pizza, empada, empadinha, farofa, farinha, etc. Evite comer esses alimentos junto com sucos ácidos. Evite o excesso de café e refrigerantes. Evite tomar líquido durante e logo após as refeições, especialmente se eles forem ácidos ou muito gelado. Evite comer até 2 horas antes de dormir. Evite deitar-se logo após as refeições. Evite de tomar esses medicamentos por muito tempo, mas o menos problemático é o pantoprazol.

    1 de maio de 2015 @ 1:11


  6. fredericopretti

    Olá Margarida, o melhor medicamento para o refluxo é a sua dieta. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, roscas, bolos, biscoitos, granola, pizza, empada, empadinha, farofa, farinha, etc. Evite comer esses alimentos junto com sucos ácidos. Evite o excesso de café e refrigerantes. Evite tomar líquido durante e logo após as refeições, especialmente se eles forem ácidos ou muito gelado. Evite comer até 2 horas antes de dormir. Evite deitar-se logo após as refeições. Evite de tomar esses medicamentos por muito tempo, mas o menos problemático é o pantoprazol. Você pode tomar 1 comp. antes do desjejum + Motilium – 1 comp. antes do almoço e jantar.

    1 de maio de 2015 @ 1:23


  7. fredericopretti

    Olá Alexandre, o melhor medicamento para o refluxo é a sua dieta. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, roscas, bolos, biscoitos, granola, pizza, empada, empadinha, farofa, farinha, etc. Evite comer esses alimentos junto com sucos ácidos. Evite o excesso de café e refrigerantes. Evite tomar líquido durante e logo após as refeições, especialmente se eles forem ácidos ou muito gelado. Evite comer até 2 horas antes de dormir. Evite deitar-se logo após as refeições. Experimente tomar o Omeprazol de 20mg da Medley – 1 caps. antes do desjejum e na hora de dormir + Motilium – 1 comp. antes do almoço e jantar + Stressdoron da weleda 2 comp. após o desjejum e jantar, um medicamento homeopático para reduzir o estresse e a irritabilidade, Tome todos juntos durante 21 dias, mas fique certo de quem sem uma alimentação e cuidados alimentares adequados, você não fica livre desse problema.

    1 de maio de 2015 @ 1:48


  8. fredericopretti

    Olá Adriano, nem pense em cirurgia antes de um tratamento levado a sério com uma dieta certa para o seu problema. Marque uma consulta comigo ou com uma de nossas nutricionistas que trabalham na clínica sobre minha supervisão. tenho certeza que podemos ajudá-lo.

    1 de maio de 2015 @ 2:00


  9. fredericopretti

    Você procurou essas informações dentro do site? Leia sobre a clínica, a filosofia da clínica que você vai encontrar informações sobre o que entendemos como saúde ortomolecular. Leia também sobre os tratamentos da clínica que também pode dar algumas informações que talvez possa lhe ajudar.

    1 de maio de 2015 @ 3:10


  10. fredericopretti

    odos os medicamentos para refluxo podem a longo prazo trazer problemas para o organismo. A solução para esse tipo de problema não está nos medicamentos, mas na sua alimentação. Evite o excesso de alimentos farinhentos, como pães, bolos, biscoitos, tapioca, pizza, empada, empadão, farofa, farinha, granola, cereais matinais, aveia e barrinhas, especialmente se eles tiverem associados ao açúcar – como pão doce, biscoito doce, etc. Evite também misturar esses alimentos com sucos ácidos: abacaxi, limão, laranja, acerola, etc.
    Outras medidas são necessárias: diminua o consumo de café e evite tomá-lo imediatamente após o almoço e jantar, evite tomar líquido durante e logo após o almoço e jantar especialmente se eles forem ácidos, evite deitar logo após o almoço e jantar, e procure não comer ou beber nada 2 horas antes de dormir.

    1 de maio de 2015 @ 3:31


  11. Vinha

    Muito interessante o site. Mas meu problema s

    27 de novembro de 2015 @ 14:55


  12. fredericopretti

    Olá Vinha, desculpe a demora em lhe responder, é que estivemos fora do ar, mas agora estamos de volta, e obrigado pelo seu comentário. Mas você não completou a sua frase sobre qual o seu problema.

    15 de maio de 2016 @ 13:55


  13. Maria Luisa Pires Novais

    Dr. Frederico,amei receber esse e-mail com tantas preciosas informações.Conheço-o de longa data e sei o quanto é competente. Parabéns! Se possível gostaria de saber o que comer antes, durante e após as atividades físicas na academia. Tenho 67 anos, sou magra, mas adoro malhar. Obrigada.

    27 de agosto de 2016 @ 21:11


  14. romilda vicente

    bom dia, doutor. tenho enfrentado um quadro de depressão devido uma mudança de cidade que me afastou da minha familia pois somos muito unidos. tenho me esforçado para sair dessa situação, meu marido e familia tem me ajudado muito e creio estar melhorando. entre os sintomas,veio uma forte dor de estomago que o médico resolveu com omeprazol, mas, onde eu estou só existe a saude publica, demora nos retornos. assim sendo, a ideia era tomar por 3 meses e parar. tentei parar mas apos uma semana tudo volta e muita acidez. estou preocupada justamente com a absorção de nutrientes, vitaminas e tambem do alendronato de sodio, que eu tomo por osteopenia. em fim, como parar de usar o omeprazol? grata pelo espaço.

    4 de julho de 2017 @ 12:39


  15. rosinei

    boa tarde Dr.
    tenho 50 anos e faço uso de esomeprazol a mais de 10 anos;
    como faço pra repor as vitaminas de maneira e reduzir os danos dos prazóis??
    qual a dosagem que poderia tomar diariamente de complexo B e Ac. Fólico???
    obrigado.

    19 de agosto de 2017 @ 15:06


  16. fredericopretti

    Rosinei, acredito que é completamente possível você reduzir ou até mesmo vir a parar de fazer uso desse medicamento com uma reorganização da sua alimentação. Geralmente, o refluxo e a azia, estão associados ao consumo de farináceos, tipo: farinhas, farofa, pizza, empada, empadão, granola, bolo, biscoito, pão, etc., especialmente se associados com açúcar e acidez, provenientes de suco de abacaxi, acerola, limão, etc. Outra coisa muito importante é não tomar líquido durante ou logo após as refeições, especialmente bebidas gasosas e ácidas.
    Quanto a dose de complexo B e Ácido Fólico, vai variar de acordo com a necessidade de cada cliente e o problema de saúde que apresenta, por isso, não tenho como lhe dar essa resposta.

    27 de agosto de 2017 @ 16:28

Deixe um comentário

 (obrigatório)
 (Não será publicado - obrigatório)



Últimos Posts



Posts mais visitados



Filtrar por temas



Depoimentos

P.H.L.R – 28 ANOS – Supervisor

Cheguei à Clínica Dr.Frederico Pretti com 136 kg e com graves problemas: pressão alta, enxaqueca, dificuldade para dormir e sem nenhuma auto-estima. Emagreci 48.5 kg em um ano e dois meses e, transformei a minha vida. Com tanto emagrecimento achei que seria preciso uma cirurgia plástica para retirar o excesso de pele e gordura que […]*


*Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.
Gastronomia - Confira nossas receitas