Enxaqueca

Enxaqueca

 

 

 

 

 

 

 

 

A Enxaqueca é uma dor provocada pela dilatação de vasos sanguíneos do cérebro. Em primeiro lugar, os vasos sanguíneos se contraem, provocando sintomas visuais que geralmente acompanha a enxaqueca clássica, mais conhecidos como AURA.

Posteriormente, os vasos se dilatam, dando origem a uma dor de cabeça tipicamente pulsátil, que acomete mais comumente um lado da cabeça.

As enxaquecas frequentemente são acompanhadas de náusea, vômito, sensibilidade à luz e sons altos. A dor de cabeça pode ser severa a ponto de incapacitar o paciente, forçando-o a deitar-se num quarto escuro e silencioso, até melhorar.

Existem vários tipos de enxaquecas. No entanto, as mais comuns, são as relacionadas ao estresse,  hipoglicemia, sensibilidade alimentar, sensibilidade hepática, ingestão insuficiente de água, prisão de ventre e período pré-menstrual.

Os pacientes que sofrem de enxaqueca geralmente tem alguns traços de personalidade em comum: São perfeccionistas, auto exigentes, gostam de ter as suas coisas sob controle e pensam demais, em suma, mais propensos ao estresse.

Alimentos que provocam enxaqueca

Alguns alimentos contém em sua composição ingredientes que podem causar enxaqueca. Portanto, são os alimentos a serem evitados ou mesmo excluídos da sua dieta, dependendo o seu grau de sensibilidade:

Aminas vasoativas: São capazes de dilatar os vasos sanguíneos, especialmente a tiramina e a feniletilamina. A tiramina pode ser encontrada em queijos envelhecidos, vinho tinto, creme azedo e fígado de galinha.A feniletilamina, por sua vez, pode ser encontrada em queijos e chocolates.

Outros alimentos também possuem aminas vasoativas, como por exemplo: abacate, abacaxi, amendoim, banana, berinjela, batata, cebola, repolho, iogurte e leveduras.

Nitritos: São substâncias adicionadas às carnes para realçar a cor vermelha. São também utilizados na fabricação de salsichas, salames e outros embutidos.

Cafeína: Quanto maior a ingestão de cafeína, maior a probabilidade de enxaqueca. Em outras palavras, quem faz uso de cafeína têm 30% mais crises de enxaqueca. A cafeína está presente no café, chá preto, chá mate, chás tipo breakfast, refrigerantes à base de cola e chocolates.

Leite e derivados: São uma das grandes causas de enxaqueca, especialmente nos portadores de intolerância à lactose. O Fígado é muito sensível à gordura dos lácteos, mais do que a gordura de carnes e ovos. Os queijos quando aquecidos, ou seja, derretidos ou grelhados, sobrecarregam ainda mais o fígado.

Bebidas alcoólicas fermentadas: Normalmente o álcool sobrecarrega bastante o fígado, especialmente nas pessoas mais sensíveis, no entanto, as bebidas fermentadas, como por exemplo: vinhos, champanhes, proseccos, cervejas e chopes, são os que mais provocam enxaqueca.

Dicas que podem reduzir as crises de enxaqueca

Evite o excesso ou suspenda o uso de: Leite, queijo, iogurte, chocolate, café, chá preto, chá mate, chás tipo breakfast, bebidas alcoólicas fermentadas, adoçantes que contenham aspartame e refrigerantes à base de cola.

Não passe muitas horas sem se alimentar: Ficar muito tempo sem se alimentar causa hipoglicemia e consequentemente enxaqueca. Então, procure se alimentar aproximadamente de 3/3 horas, não permitindo que isso ocorra. A hipoglicemia causa, em suma, uma instabilidade cerebral.

Evite o excesso de açúcar e doces: O excesso de açúcar e doces, especialmente quando consumidos fora das refeições, são absorvidos rapidamente provocando um pico de insulina e consequentemente, uma hipoglicemia. Portanto, causa enxaqueca.

Crie o hábito de ler o rótulo dos alimentos: Procure pela presença de nitrito, nitrato, glutamato, aspartame, corantes e flavorizantes, ou seja, sabores artificiais. Apenas para esclarecer, essas substâncias provocam enxaqueca. O glutamato é muito utilizado na culinária chinesa e japonesa, e em produtos industrializados.

Suplementos nutricionais que previnem as crises de enxaqueca

Minerais:

Magnésio: O magnésio é essencial para tratamento das enxaquecas. Uma pesquisa demonstrou, que pacientes que sofrem de enxaqueca, apresentam uma maior incidência de deficiência de magnésio.

Além disso, o magnésio acalma, relaxa os músculos, regula o sistema vascular cerebral, reduz a pressão arterial e combate a tensão pré-menstrual. Melhores fontes: Magnésio inositol, glicinato e treonato. Dose sugerida: 300 a 1000mg/dia.

Cálcio: O cálcio também é muito importante no tratamento das enxaquecas. Ele acalma o cérebro e atua no controle da dor. Mas, associado ao magnésio e vitamina B6, reduz a tensão e a enxaqueca pré-menstrual. Melhores fontes: Cálcio citrato, gluconato e lactato. Dose sugerida: 600 a 2000mg/dia.

Vitaminas:

Vitamina B3 : Acalma o cérebro, relaxa os músculos e ajuda no controle da dor, especialmente quando na forma de inositol hexanicotinato. Na forma de niacina é até utilizada na crise de enxaqueca, embora eu não a recomende, pelo fato dela causar com muita frequência uma reação de mal estar com rubor e calor no tórax e na cabeça. Por outro lado, a niacina no flush, não funciona.

Vitamina B6: Estudos mostraram que o aumento dos níveis de vitamina B6, foi capaz de reduzir as crises de enxaquecas, especialmente quando associada ao magnésio e o cálcio no tratamento da dor de cabeça pré-menstrual

Vitamina B8: Fosfatidilcolina, Bitartarato de Colina e Lecitina de soja, são excelentes fontes de colina, uma vitamina pertencente ao complexo B. A colina é precursora da acetilcolina, o neurotransmissor da memória. Estudos descobriram que os níveis de colina no sangue eram baixos em pessoas com enxaqueca.

Complexo B: As vitaminas do complexo B são essenciais para a produção de energia nas células e formação dos neurotransmissores cerebrais: serotonina, dopamina e acetilcolina, assim como para o tratamento do estresse, depressão, ansiedade, insônia e fibromialgia, entre outros. Elas devem de preferência, serem usadas em conjunto e nas doses sugeridas abaixo:

  • B1 – Tiamina: 25 a 100mg/dia
  • B2 – Riboflavina: 25 a 100mg/dia
  • B3 – Niacinamida: 25 a 200mg/dia
  • B5 – Pantotenato de cálcio: 2 a 100mg/dia
  • B6 – Piridoxal-5-fosfato: 25 a 100mg/dia
  • B8 – Fosfatidilcolina: 100 a 400mg/dia
  • B9 – Metilfolato: 400 a 1000mcg/dia
  • B12 – Metilcobalamina 400 a 1000mcg/dia

Aminoácidos, Ômegas e Enzimas Mitocondriais

Taurina: Um aminoácido importante para o tratamento da ansiedade e enxaquecas. Além disso, é importante para a produção de energia nas células e como antifatigante. Use-a de preferência junto com o magnésio e as vitaminas do complexo B. Dose sugerida: 200 a 1000mg.

Carnitina: Um aminoácido importante para o tratamento das enxaquecas. Além disso, é importante para a produção de energia nas células e como antifatigante. Use de preferência na forma líquida e em jejum. Associado aos nutrientes acima citados. Dose sugerida: 1000 a 2000mg.

Coenzima Q.10: Importante para o tratamento das enxaquecas. Além disso, é importante para a produção de energia nas células e como antifatigante. Use de preferência associada aos nutrientes acima citados. Dose sugerida: 100 a 200mg/dia.

Ácidos Graxos Ômegas-3 e 6: Estudos concluíram que mesmo a enxaqueca grave pode ser tratada com ômegas-3 e 6. Dose sugerida de ômega-3: 1000mg a 2000mg – 2 x Dia. Óleo de linhaça, borragem e prímula da noite são boas fontes de ômega-6. Use-o como recomendado pelo fabricante.

Leia mais em:  Programa Anti-Estresse

Alimentos que desintoxicam

Alimentos que protegem o cérebro

Artigo: Dr. Frederico Pretti e Dr. Antonio Geraldo Camara


Postado em 27 de setembro de 2020, por Frederico Pretti
Tags: , , ,
Leia os comentários   |   Deixe um comentário


Deixe um comentário

 (obrigatório)
 (Não será publicado - obrigatório)



Últimos Posts



Posts mais visitados



Filtrar por temas



Depoimentos

P.H.L.R – 28 ANOS – Supervisor

Cheguei à Clínica Dr.Frederico Pretti com 136 kg e com graves problemas: pressão alta, enxaqueca, dificuldade para dormir e sem nenhuma auto-estima. Emagreci 48.5 kg em um ano e dois meses e, transformei a minha vida. Com tanto emagrecimento achei que seria preciso uma cirurgia plástica para retirar o excesso de pele e gordura que […]*


*Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.
Gastronomia - Confira nossas receitas